JOGOS SANTA CASA - JORNAIS - REVISTAS -TABACARIA. Venha visitar-nos e... Saia Excêntrico.

.Pensamentos

. MUDAMOS DE CASA

. A VIAGEM CONTINUA.

. AMOREIRA - PLÁSTICO / TAM...

. Óbidos ou Óbidos? Óbidos!

. Óbidos celebra o Feriado ...

. Israel ameaça desencadear...

. Bombeiros de Óbidos ganha...

. FELIZ ANO DE 2009.

. NATAL HOJE

. 60º Aniversário da Declar...

. EB1 da Amoreira, Óbidos e...

. Amoreirense desenhou a Pr...

. Português para todos em Ó...

. Uma pequena lenda de Óbid...

. Vila de Gaeiras – Óbidos ...

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Terça-feira, 24 de Junho de 2008

Avé Césares Europeus!

Vem da noite dos tempos a ideia de que, contra o que diz a religião, nem todos os homens nascem nus, livres e iguais. Intitulando-se superiores por emanação divina, anteriormente, e agora superiores por motivos bem mais terrenos, sempre houve homens certos de terem nascido para ser líderes, pais, salvadores. César, Kaiser, Czar, Caudillo, Fuehrer, Duce, PM e PR são algumas das designações usadas, ao longo da História, por aqueles "eleitos" para determinar a sorte dos seus concidadãos.
 
O desígnio de Deus inicial veio a ser substituído, em democracia, pelo direito ao voto, que, em teoria, excluía à partida a fatalidade da casta dos predestinados. Mas a verdade é que, com frequência maior do que seria saudável, os eleitos, depois de o serem, assumem tiques dos Césares.
 
E foi por isso que, tendo o projecto da Constituição Europeia sido chumbado em dois países, através de referendo, os novos Césares da UE gritaram "Alto aí! A democracia é coisa demasiado séria para ficar à mercê de milhões com direito a voto. A democracia deve ser representada por uma minoria que à nascença foi bafejada pelo hálito dos deuses. Nós, os governantes! Porque somos os predestinados, os iluminados, os ungidos, os que realmente sabem o que interessa aos europeus. Vamos, pois, ao plano B: o Tratado de Lisboa, que será aprovado só entre nós".
 
Apenas em um dos 27 a Constituição obrigava ao referendo. E, quando esperava eu que, como "eles" haviam prometido, ou o "sim" era unânime, ou o Tratado de Lisboa morria à nascença, o que se ouve? Que a aprovação parlamentar deve continuar, que o tratado não está morto, mas apenas nos cuidados intensivos, e que é possível entrar pela porta das traseiras da Irlanda dando-lhe qualquer coisa em troca de novo referendo. Parece brincadeira de crianças: "Não valeu, vamos jogar outra vez!". Mas, se a Irlanda se render e fizer novo referendo, juro que rasgo o meu cartão de sócio da democracia. O que recuso é juntar-me aos que gritam "Avé, Césares europeus!».
 
Sérgio Andrade
 
JN
sinto-me: anti-césar
publicado por Luis Pereira às 20:02
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28

.favorito

. 25 de Abril Sempre.

. Morte Lenta

. NÓS OS OUTROS

. ANTONIO LUIS PAULINO

. AMOREIRA - OS SEGREDOS D...